One Bite at a Time - Projeto 9

maio 07, 2015


Projeto 9 - Simplificar o Sistema de Recibos/Faturas

De volta aos 52 projetos do ebook One Bite at a Time! Hoje vou falar do projeto 9 - simplificar o sistema de organização de recibos/faturas. Este projeto é muito útil para quem gosta de guardar os recibos de pagamento e acaba por juntar um monte de papel desnecessário.
Não sou de acumular muitos recibos nem de deixá-los espalhados pela casa, guardo-os todos numa capa que tenho na minha agenda até processá-los no final de cada semana. Há quem nem sequer os guarda, mas eu sinto necessidade de controlar as minhas despesas. Para tal é necessário ter um sistema de processamento viável para mim.

Como fazer um sistema de processamento de recibos?
Depende de pessoa para pessoa, mas a autora Tsh sugere fazer um sistema de envelopes e manter o controlo de todos os gastos através do orçamento mensal. Deve- se processar os recibos com frequência, sendo necessário reservar um tempo semanal para registar as suas despesas e depois deitar para o lixo (não deixe de acumular na carteira - já aqui falei que faz lembrar o dinheiro que foi embora).

Deixo aqui algumas dicas para fazer este projeto:
- Se tens a carteira cheia de recibos começa por dividi-los por mês, por exemplo podes utilizar envelopes para cada mês.

- Para processar utiliza uma tabela para registar as despesas (em papel ou no Excel). Eu tenho uma tabela para fazer o Orçamento familiar que vou preenchendo ao longo do mês (deixo aqui o link para quem quiser).  

- Se os recibos são de compras efectuadas com cartão de multibanco, na minha opinião, não precisas de guardar, pois tens essa informação online. Eu guardo só os tickets do supermercado para registar numa tabela detalhada de despesas de compras em Excel, para conseguir verificar onde ando a gastar mais dinheiro, desta forma já consegui poupar nas despesas do supermercado (podem fazer o download aqui). 

- Se a compra foi em dinheiro, anota a categoria do orçamento e em seguida armazena-o num local de fácil acesso para quando for fazer o registo no orçamento.

Na verdade, são muito poucas as compras que precisamos de guardar o recibo original. Para os recibos com informações úteis, mas não são necessários guardá-los digitaliza (eu utilizo a app camscaner no telemóvel. 

Os recibos de produtos com garantia devem ser guardados, como também despesas de educação e saúde para os impostos. Devem ser arquivados num sistema simples. Aqui em França não é preciso, mas eu gosto de guardar e registar numa tabela para saber no final do ano o que gastei em cada categoria. Há quem pode pensar que é trabalho a mais e muitas tabelas para preencher, mas preciso de fazer isto para sentir que tenho controladas as minhas finanças. Claro,o que é viável para mim não significa ser viável para as outras pessoas. Cada um tem que encontrar o seu próprio sistema.  

Procura um sistema viável e simples para ti e tira um tempo para classificar e processar os recibos e repete semanalmente. Não demora assim tanto tempo como pensas e vai simplificar a tua vida.

Desse lado o que fazem aos recibos e faturas guardados na carteira? 

2 comentários

  1. Boas dicas. Gostei. Eu costumo guardar numa pasta específica para não os perder. Vou anotando os gastos na agenda para ver onde vou gastando o dinheiro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário Carpe Diem to me! Eu também aponto na minha agenda, mas simplificar as contas decidi fazer no Excel...e até agora não tenho falhado no registo :)
      Beijinhos

      Eliminar

© Just happy with less. Design by FCD.