#5 Livros que li e gostei!



Antes de vos falar do livro que li e gostei, queria vos dizer que eu sou realmente viciada em livros, mesmo com a minha vontade de ser cada vez mais minimalista e desapegar-me facilmente de (certos) livros, gosto muito de ter a minha colecção e, para ser sincera, tem aumentado consideravelmente nestes últimos meses. Porquê? Porque agora vivo numa casa maior e já posso ter a minha estante com livros, porque estou a incentivar a minha filha a ler e, principalmente, porque sempre foi um desejo meu. Se é essencial para mim? É, porque me faz feliz!
Mas eu continuo a ler muitos ebooks e estes são sempre gratuitos. Sou fã do site Le Livros! Embora a maioria dos ebooks partilhados são em português brasileiro, o site foi criado por um grupo de estudantes residentes em Portugal. Eu leio alguns ebooks através deste site e depois se gostei realmente muito da leitura compro o livro em português de Portugal para um dia voltar a reler. Foi uma maneira que arranjei de ler mais livros. Agora consigo ler uma média de 5 a 6 livros por mês! Muito bom!
Outra coisa que queria dizer é que, normalmente, compro no Olx em 2ª mão e depois a minha irmã querida envia-me para França, pois eu ainda não leio livros em francês, não sei porquê, mas eu gosto muito de ler na minha língua...em francês não entendo algumas coisas e parece que perco algumas partes das histórias.

Agora vamos ao livro que li e gostei!


Li este livro no mês de Agosto e não podia deixar de escrever aqui sobre ele...gostei! Vou ser sincera, não foi um livro que li num ápice, pois acho que tem partes um pouco lentas, em que a história não anda e dava-me vontade de dormir! Mas depois tem partes muito interessantes e que me fez ficar agarrada ao livro. O livro conta a história da própria escritora que numa fase difícil da sua existência, descobre que afinal não quer ser mãe nem viver com o marido numa casa formidável em Nova Iorque e, após um divórcio conturbado, decidiu fazer uma viagem sozinha durante 12 meses para três destinos diferentes: Itália, Índia e Indonésia. Curiosamente, os três países começam com a letra I, que em inglês significa a palavra "eu" e esse é exactamente o motivo de sua viagem: a descoberta do Eu. Ela queria explorar a arte do prazer na Itália, a arte da devoção na Índia e, na Indonésia, a arte de equilibrar as duas coisas. Então a autora partiu para esta aventura e conta-nos a história de uma forma tão simples que é como se estivesse à nossa frente a contá-la. Eu sou uma pessoa que adora livros com histórias reais, e a Liz (como é tratada no livro) mostra bem as suas próprias dificuldades e, na minha opinião, é o que nos faz identificar com ela. E quem é que não tem problemas, fantasmas, medos na vida!! A autora mostra como os "ultrapassou"!

Logo no início do livro, Elizabeth deixa estas palavras:
"Se você tem a coragem de deixar para trás tudo que lhe é familiar e confortável (pode ser qualquer coisa, desde a sua casa aos seus antigos ressentimentos) e embarcar numa jornada em busca da verdade (para dentro ou para fora), e se você tem mesmo a vontade de considerar tudo que acontece nessa jornada como uma pista, e se você aceitar cada um que encontre no caminho como professor, e se estiver preparada, acima de tudo, para encarar (e perdoar) algumas realidades bem difíceis sobre você mesma...então a verdade não lhe será negada."

Recomendo mesmo este livro.
(deixo o link do livro para o site le livros)

Existe já o filme há muito tempo, mas eu nunca vi! Tenho que tratar disso :)

Boas leituras!


14 comentários:

  1. Como eu te compreendo Raquel!
    Livros é sem dúvida uma das minhas grandes paixões!
    Já li este livro há alguns anos e acredita que a mim na altura me ajudou imenso! Também já vi o filme, é giro, Mas claro nada como ler o livro!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha querida Catarina bem sei que tu adoras livros e eu também!! É mais uma daquelas coisas que temos em comum :) Eu tenho que ver o filme, mas a verdade é que não ligo muito à televisão e fico sempre um pouco desiludida com os filmes baseados em livros.
      Beijinho grande ****

      Eliminar
  2. Já me falaram muito bem deste livro, ainda não o li, mas está na lista ;)
    Obrigado pela partilha :) Boa continuação de leituras :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Sandra aconselho mesmo a leres...eu gostei :)
      Boas leituras para ti também e beijinhos!!!

      Eliminar
  3. Eu já vi o filme várias vezes, volta e meia sinto vontade de o ver pois é muito inspirador e a Julia Roberts consegue tratar bastante bem a ideia da Liz. Também acompanho a Liz (autora do livro) e gosto imenso dela, me parece alguém inspiradora!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Fátima!!! :)
      Tenho mesmo que ver o filme já vi!! Eu acho que tive conhecimento deste livro através do teu blog, mas não tenho a certeza. Também já estou a ler o livro seguinte da autora (Comprometida)...gosto da escrita dela!!
      Beijinhos ****

      Eliminar
  4. Rosa Rodriguesoutubro 01, 2015

    Olá Raquel!
    Também já li o livro e também foi através desse site. E entretanto tenho vontade de o reler, mas na versão de livro físico e em português (de Portugal). No que diz respeito ao filme, vi-o depois de ler o livro, mas confesso que prefiro mil vezes o livro (ainda que o filme seja agradável de se ver).
    Através desse site também já li o "Menino do pijama às riscas" e gostei imenso, tal como do filme que, neste caso, é muito, muito bom.
    Beijinhos Raquel e boas leituras :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rosa! Obrigada pelo seu comentário :)
      Eu também quero voltar a ler em português de Portugal, mas tenho de esperar para ir ao meu país no Natal e trazer alguns livrinhos físicos que quero adicionar a minha estante :) Ainda não li o "Menino do pijama às riscas", mas está na minha lista dos próximos livros a ler. E já vi o filme e adorei!
      Beijinhos e boas leituras!!!!

      Eliminar
    2. Rosa Rodriguesoutubro 02, 2015

      Podes-me tratar por tu, Raquel :)
      De cada vez que vou a Portugal (estou a viver no Luxemburgo), também aproveito para trazer uns livros para cá e, se for no natal, não será diferente..
      Beijinhos

      Eliminar
    3. Mias uma pessoa que conheço através do blog que vive fora do país!! O Natal está quase aí :) Eu vou este ano e já tenho lá uns livrinhos a minha espera, que vou comprando no Olx ou em promoções.
      Beijinhos!!!

      Eliminar
  5. Já me conheces e sabes como detesto tralha. Mas, no meu caso, os livros que adquiro não são definitivamente tralha. São algo que me apaixona, que releio, alguns até sublinho. Livros de ficção tenho em menor quantidade, só de autores que definitivamente adoro. Livros de não ficção têm aumentado consideravelmente, e têm-me ajudado tanto a melhorar a minha vida... Uma da coisas que mais adoro ver numa casa, é uma estante cheia de livros. Não sei, faz-me sentir aconchegada, traz-me boas energias. Mas isto é o meu caso, e só compro coisas que realmente gosto. Para outra pessoa, há livros que podem realmente ser tralha.
    Quanto ao livro que descreves já ouvi falar muito bem dele, mas nunca o li. Não sei porquê... Mas despertaste-me definitivamente a curiosidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mafalda!! Para mim os livros não são tralha :) Agora eu sou apaixonada por livros de ficção e por livros não-ficção. Há alturas que leio mais uns do que outros, depende da disposição. Também sublinho os meus livros e coloco marcações para depois reler. Com os livros de não-ficção, normalmente faço um resumo e guardo no Evernote. Manias!! Eu nunca tive uma estante cheia de livros, porque nunca pude, mas sempre foi um sonho! Estou a tratar disso para a casa nova :)
      Acho que vais gostar do livro :)
      Beijinhos *****

      Eliminar
  6. Raquel, primeiro que nada obrigada mais uma vez por estares lá no meu cantinho.

    Tenho o livro e o filme. Nem vale a pena dizer quantas vezes já o vi. Hoje foi um dia desses :)
    Se tiveres oportunidade, compra porque agora até nem está caro. Porque as partes "mais chatas" do livro não estão lá. E vais fazer como eu, lá de vez em quando, vais vê-lo novamente. E é uma lufada de ar fresco. Fico sempre com essa sensação.

    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh não tens que agradecer! Gostei do teu cantinho :)
      Tenho mesmo que ir ver o filme!!! No próximo fim-de-semana!
      Beijinhos!

      Eliminar